terça-feira, 21 de setembro de 2010

Dia do Rádio e do Radialista

Hoje muitos radialistas e emissoras estão comemorando o Dia do Rádio e do Radialista. Verificamos que o dia do Rádio era comemorado no dia 25 de Setembro em homenagem a Roquete Pinto e que o dia do Radialista foi modificado pelo Presidente Lula para o dia 7 de Novembro conforme LEI Nº 11.327, de 24 de julho de 2006 em homenagem ao compositor e radialista Ary Barroso. Através de pesquisas realizadas junto a alguns meios de comunicação encontramos no site da Abert um artigo que basicamente reune uma explicação mais clara para as comemorações e o porquê muita gente ainda comemora na data de hoje. Abaixo transcrevemos esse artigo. Viva o Rádio e parabéns a todos os Radialistas pelo seu dia!

Tribuna da Bahia
Coluna Na Frequência - Radiodifusão

Durante muito tempo, o Dia do Rádio ou da Radiodifusão e o Dia do Radialista foram comemorados em 21 de setembro. A celebração teve início em 1945, quando um decreto assinado pelo presidente Getúlio Vargas fixou os níveis mínimos de salário dos trabalhadores em empresas de radiodifusão.

No IV Congresso Brasileiro de Radiodifusão, realizado aqui na Bahia, nos anos 80, os proprietários de emissoras estabeleceram uma data para comemorar, em separado, O Dia da Radiodifusão e escolheram 25 de setembro, dia do nascimento de Roquette Pinto, médico, antropólogo, professor e fundador da Rádio Sociedade do Rio de Janeiro.

Dessa forma, passamos a comemorar em 21 de setembro o Dia do Radialista e em 25 Dia do Rádio, ou da Radiodifusão. Mas, o presidente Lula achou por bem prestar uma homenagem a Ary Barroso e decretou, em 2006, que a data deveria ser comemorado em 7 de novembro, homenageando o dia do nascimento do compositor, músico e também radialista. Muito ainda se discute sobre a mudança e quase todos os radialistas que conheço comemoram no dia 21 mesmo.

Comemoração II

Não são apenas os locutores, comentaristas, noticiaristas, repórteres e âncoras que tem papel importante em uma emissora de rádio, seja ela AM ou FM. Há todo um exército de pessoas cujos nomes você muitas vezes nem conhece, cuja voz nunca é escutada no ar . mas que estão dia e noite, domingos e feriados, trabalhando para que a emissora possa fazer suas transmissões. São técnicos, operadores, redatores e produtores, a turma do setor comercial e da administração e tantos outros que trabalham com muito empenho e dedicação. Esses radialistas merecem muita admiração e respeito.

Artigos Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário